Como as cores de carros influenciam no valor de um automóvel?

18/11/2017

Escolher um carro para comprar pode acabar não sendo uma tarefa simples para algumas pessoas. Tem quem queira tudo perfeito, desde a mecânica e os acessório até mesmo a cor. Porém, dentre todas as cores de carros existentes no mercado, algumas são mais valorizadas do que as outras na hora da revenda.

O branco, por exemplo, que antigamente era sinônimo de táxi, atualmente está muito na moda. Com isso, se tornou uma das cores de carros mais vendidas dentre os 0 km. O prata, outra cor neutra e muito comum, é outro que tem um apelo de mercado grande. Cores sóbrias tendem a ser mais vendidas — e isso conta muito na hora da escolha da cor do nosso carro.

Sim, a cor está muito ligada ao estilo do proprietário do carro. No entanto, o lado financeiro pode acabar pesando na escolha. Confira o post da Instacarro abaixo para saber quais as cores com mais apelo de mercado e quais as vantagens e desvantagens de cada um delas!

As cores de carros preferidas dos brasileiros

Comprar um carro não é uma simples atividade para o consumidor brasileiro. Escolher uma dentre as várias cores de carro disponíveis no mercado é uma das tarefas árduas de seleção que todo mundo que compra um veículo novo ou usado faz. Antigamente, o prata era a bola da vez, ainda mais entre os populares. Nos dias de hoje, isso mudou.

Segundo estudo feito pela PPG, renomada fabricante de tintas automotivas, na última década, triplicou-se a venda de carros na cor branco tradicional. Se antes era apenas para táxis, atualmente, ela está totalmente disseminada na população. Em 2016, aproximadamente, 37% dos carros novos vendidos foram na cor branca

No entanto, o prata, antigo líder, continua lá no alto das vendas: 29% dos carros, em 2016, eram dessa cor. Sua neutralidade e facilidade de revenda, aparentemente, continuam pensando muito a favor para o consumidor. O mesmo se aplica ao terceiro e quarto colocado do ranking — preto e cinza.

A cor preta é aquela que nunca foi unanimidade entre os compradores de carro, mas que, mesmo assim, se mantém entre as mais vendidas devido a sua simplicidade de lidar — e, claro, pela sua beleza. O preto esconde a maioria da sujeira, algo que atrai o interesse de muita gente que não costuma cuidar com frequência da aparência do seu carro.

Ao cinza, se aplica mais ou menos a mesma questão do preto: neutra e fácil de lidar. Correm por fora algumas cores mais “coloridas”, como o vermelho. Depois das neutras, essa é a cor mais escolhida para carros novos — em torno de 8% no ano de 2016.

Vantagens e desvantagens de algumas cores

Escolher uma, dentre as cores de carros disponíveis para o seu automóvel, na verdade, vai além do estilo. Claro, provável que todos tenhamos aquela cor preferida em determinada categoria de carro. Entretanto, sábio é aquele que escolhe um das cores de carros que não lhe trará problemas na hora da revenda.

Isso, pois, queira ou não, há cores mais influentes do que outras durante uma negociação de carro usado. A tabela Fipe, oficialmente, não avalia cores de carros na hora de determinar o valor médio de mercado de um modelo específico. Quem faz essa avaliação, na verdade, são os próprios consumidores.

O branco, cor mais vendida do mercado, é mais barato do que todas as outras cores. Somado ao fator do crescimento da aceitação dos consumidores, nos últimos anos, pode ser uma escolha certeira. Entretanto, em uma carroceria branca, riscos e sujeiras ficam mais evidentes. Já no preto, isso não acontece — ele esconde todos os “defeitos”.

Porém, sendo uma cor escura, ela absorve muito calor, podendo deixar o carro abafado por dentro. Mesmo o prata, uma das mais populares há muitos anos, possui os seus defeitos: pela sua pigmentação diferenciada, tende a ser uma das mais caras dentre as cores comuns.

Já os carros coloridos, provavelmente, serão rejeitados por uma certa parcela do mercado. Eles chamam muito mais atenção do que os carros de cor neutra — o que pode ser bom em caso de acidentes, por exemplo, pois o carro é muito visível. Porém, dentre os coloridos, o que mais se destaca é vermelho, visto que é o mais barato dessa categoria.

As cores de carros mais valorizadas

Como já deu para perceber ao longo deste texto, cores de carros mais neutras são as mais preferidas dentre os consumidores. Ou seja, uma cor de carro mais sóbria pode significar um valor de revenda maior do que outras mais chamativas. A demanda por cores neutras — branco, prata, cinza e preto — é grande.

De acordo com a lógica econômica, quanto mais a demanda para um produto, o seu preço, muito provavelmente, será maior. Isso acaba acontecendo com as mais valorizadas, como o branco e o prata. A primeira, inclusive, é a que tem mais apelo de mercado, pois, certamente, é a cor da moda.

O prata é a cor mais estabelecida dentre as mais valorizadas. Ok, ele já saiu de moda, mas, mesmo assim, continua lá no topo. Antes de se tornar uma cor legal, o branco era só para táxi. É difícil, então, prever o comportamento do mercado depois que ele sair de moda. O prata resistiu, e continua vendendo bem.

Dentre os coloridos, uma das cores que mais se salvam é o vermelho. É normal vermos essa cor em carros na rua. De fato, é chamativo, mas muito mais aceito do que o verde ou mesmo o carro cor de rosa. Cores fortes podem ser consideradas uma faca de dois gumes: estilosos, porém pouco valorizados.

No entanto, para quem estiver com dificuldade de vender um carro colorido para particulares ou mesmo diretamente com concessionárias, a Instacarro ajuda. Possuímos mais de 1.500 lojistas em nossa rede, o que, com certeza, facilita para encontramos um comprador disposto a pagar o melhor preço possível. Entre no nosso site para conferir!

Venda o seu carro em 3 passos

https://www.instacarro.com/agende-sua-inspecao/?ab_test_version=E9

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *